Sexta-feira, Março 1, 2024
Mais

    Artigos Recentes

    Bactéria dos lobos pode ajudar em tratamento para cães

    Uma equipa de cientistas da Universidade Estadual do Oregon (Estados Unidos da América) através de um estudo, dizem ter descoberto que uma bactéria dos lobos pode ajudar em tratamento para cães.

    A bactéria em causa são microrganismos presentes no intestino de lobos selvagens, que poderá ser o segredo para o tratamento da doença intestinal dos cães domésticos. Esta doença é bastante comum entre os patudos, causando-lhes vómitos, perda de peso, perda de apetite, flatulência, desconforto abdominal e ainda diarreia crónicas.

    Segundo o estudo publicado na revista ‘Applied Microbiology‘, a identificação de uma nova estirpe da bactéria Paenibacillus presente nos intestinos de lobos possuem características probióticas, ou seja, tem propriedades favoráveis para os animais que as transportam.

    Bruce Seal, um dos autores, defende que a bactéria ajudará a combater a inflamação intestinal crónica dos nossos amigos de quatro patas. Atualmente, esta doença ainda não tinha uma cura conhecida e os tratamentos disponíveis para este problema eram limitados. As causas para esta doença podem ser genéticas ou ambientais, podendo estar ainda relacionadas com as defesas do trato gastrointestinal ou ainda com alterações no microbioma intestinal.

    O investigador dá o exemplo do amido, presente na comida processada dada aos animais, que “é resistente à digestão e isso pode ter um impacto negativo na comunidade microbiana do trato gastrointestinal do cão e, consequentemente, na sua fisiologia gástrica”.

    Para estes investigadores a nova estirpe de Paenibacillus isolada, recolhida de um cadáver de lobo um dia após ter sido atropelado, é capaz de produzir enzimas que digerem hidratos de carbono complexos, tal como o amido, ajudando no tratamento para cães. Sendo esta bactéria a possível solução, apresentada por estes investigadores, para os cães domésticos.

    A equipa não vai ficar por aqui, uma vez que encontraram outras bactérias intestinais que indicam ter qualidades probióticas. O objetivo da equipa será agora focar-se na análise genética desses microrganismos para entender se os mesmos podem se usados para lutas contra outras doenças e tratamento para cães.

    Coloque aqui o seu comentário

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Latest Posts

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img

    Assine a nossa newsletter

    para ser atualizado com todas as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.