Segunda-feira, Junho 17, 2024
Mais

    Artigos Recentes

    Descubra como saber se está demasiado calor para o seu pet

    Estamos numa época onde as temperaturas altas se fazem sentir regularmente, tornando-se perigoso para os nossos melhores amigos de quatro patas. Nós humanos temos sinais quando estamos com muito calor, suamos, uns chegam a ficar vermelhos, mas, como é que conseguimos entender que está demasiado calor para o nosso patudo?

    Enquanto os humanos suam pelo corpo todo, os nossos pets suam através das almofadas plantares (nas patas). O principal mecanismo de arrefecimento de um cão é a respiração ofegante, permitindo o arrefecimento por evaporação, contudo, tal acontece no interior mas não no exterior. Para ajudar o arrefecimento exterior nada que uma tosquia não ajude. Ao cortar o pelo do seu patudo permitirá que o ar frio penetre facilmente no pelo, afetando assim a temperatura interna.

    Cortar o pelo na barriga e virilhas mais curto irá permitir que este se refresque quando se deita numa superfície fresca. Tenha sempre em atenção para não cortar demasiado curto para que a sua pele não fique exposta ao sol, correndo assim risco de queimaduras solares.

    Se este tiver excesso de peso maiores dificuldades terá em manter-se fresco.

    Como lidar com as temperaturas altas

    Descubra os sinais a ter em atenção, para entender se o seu cão está com demasiado calor ou não.

    • Respiração muito ofegante mesmo estando parado;
    • Apático e sem vontade de fazer exercício;
    • Procura refrescar-se com frequência quando se molha ou deita num chão frio.
    como saber se está demasiado calor para o seu patudo

    Existe ainda algumas regras a ter em conta nesta época de temperaturas elevadas.

    • Se está demasiado calor para ti, provavelmente também está para o teu pet;
    • Certificar que tem sempre água fresca disponível para beber ou ainda mergulhar o corpo;
    • Se o cão não conseguir segurar uma bola ou brinquedo , espumar pela boca ou não conseguir engolir, colocar o patudo numa sombra e deixá-lo a descansar, enquanto monitoriza sinais de stress térmico;
    • Vómitos, diarreia, fadiga, instabilidade nas patas ou coxear, são sinais alarmantes para levar o seu pet imediatamente ao veterinário;
    • Optar por locais com sombra e frescos para o patudo possa aproveitar ar livre sem perigo. Passear de manhã cedo ou ainda ao final do dia, quando as temperaturas baixam, pode ser também uma boa opção;
    • Para terminar, não deixar o patudo sozinho num automóvel mesmo que as janelas estejam abertas, a falta de fluxo do ar pode transformar um automóvel num forno mortal.
    Fonte: Público

    Coloque aqui o seu comentário

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Latest Posts

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img

    Assine a nossa newsletter

    para ser atualizado com todas as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.