Terça-feira, Julho 23, 2024
Mais

    Artigos Recentes

    Casal britânico adota cães idosos que vinham sendo ignorados

    Se somarmos ambas as idades, Sheba e Teddy prefazem um total de 34 anos, o que lhes estava a tirar a esperança de voltar a ter um dono. E, de facto, os dois animais, abrigados no centro Dogs Trust, em Evesham, no Reino Unido, vinham sendo ignorados por vários potenciais donos devido à sua idade.

    Porém, no último fim de semana, uma voluntária chegou-se à frente e resgatou o par de arraçados de Border Collie, tendo levado estes para o centro na região de Worcestershire, no centro de Terras de Sua Majestade. Tudo isto depois de o seu dono ter morrido, subitamente, em novembro de 2022.

    Segundo o jornal The Mirror o par é o mais velho de sempre a ser resgatado pelo centro de acolhimento para animais. A sua sorte mudou quando uma das voluntárias do local, Sue Lewis, decidiu ajudar Sheba e Teddy.

    “Voluntariei-me para passear cães no centro de Evesham em setembro do ano passado, depois de ter ficado com um enorme buraco na minha vida após perder o meu último cão, Muttley, no ano passado. O meu marido não estava pronto para acolher outro animal, portanto decidi contornar isso com o voluntariado”, explicou Sue ao tablóide inglês. 

    A mulher conta que se apaixonou logo pelos dois cães depois de um passeio com eles, acabando por acolhê-los, sendo que outra voluntária lembrou o facto de cães mais velhos serem muitas vezes ignorados devido à sua idade.

    Através do Facebook, o centro Dogs Trust conta ainda que Sheba e Teddy “assentaram incrivelmente bem” na nova casa com Sue Lewis e, ao The Mirror, o gerente, Chris Slight, mostrou-se aliviado pelos “canídeos reformados”.

    “Estávamos todos ansiosos que eles encontrassem uma casa juntos – o que estava a ser difícil por causa da sua idade e porque estávamos à procura de um dono que adotasse dois cães. Felizmente, a Sue apaixonou-se por eles e foi um final feliz para toda a gente”, realçou Slight.

    O gerente frisou que os cães mais velhos não deixam de ser bons animais de estimação, embora as pessoas mostrem maior relutância em adotá-los por não durarem tantos anos.

    “Os cães mais velhos muitas vezes não precisam de tanto exercício e, apesar de terem menos energia, os canídeos ‘seniores’ podem ser tão divertidos e brincalhões como os mais novos”. Além disso, estes animais mais idosos já estarão, à partida, treinados para se adaptarem a um ambiente doméstico.

    Foto: Facebook/Dogs Trust

    Coloque aqui o seu comentário

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Latest Posts

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img

    Assine a nossa newsletter

    para ser atualizado com todas as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.